domingo, 8 de agosto de 2010

«Atabernar as livrarias»

«Quem faz com que uma livraria seja uma verdadeira livraria e não uma simples mercearia de livros, uma mercearia onde é natural que os livros se vendam "com a mesma pseudo-eficiência" com que se devem vender "detergentes ou margarinas"? O livreiro? O seu público? Se calhar os dois… Ou não?»

Quem pergunta é o Livreiro Velho. Pode ler o texto completo no «Chapéu e Bengala».

Sem comentários:

Enviar um comentário