terça-feira, 8 de março de 2011

«E, em três tempos, muitos escritores deixarão de existir.»

«Desde há uns anos que a velocidade e o número de livros editados não têm parado de aumentar. Até que um dia um editor-chefe se vai lembrar de dizer: "Um livro em que a primeira edição não venda em três tempos nunca será reeditado." E, em três tempos, muitos escritores deixarão de existir. No futuro, alguém há-de perguntar: "Então, e os clássicos?" "Os clássicos!?... O que é isso?", dirão.»

Jaime Bulhosa (Livreiro), in «100 ideias para o futuro, LER, nº 100 (Março de 2011), p. 77.

1 comentário:

  1. Que pena o Encontro acontecer nas vésperas da Feira de Bolonha ( e, por conseguinte, com algumas pessoas que gostariam como eu de estar, metidas no avião neste dia ... ).

    ResponderEliminar