terça-feira, 9 de agosto de 2011

Deixe proliferar o exemplo de uma «liberdade livre» por toda uma vida

«Quem sabe o que está a caminho, embora com menos fragor? Só o pensar nos prepara, e agora tem de ser feito no interior do torvelinho que nos arrasta. Ora, só se pensa radicalmente fora da utilidade e da profissão, e isso é, nos nossos dias, o mais difícil. Pequena heroicidade, imperceptível, mas de que qualquer um medirá o alcance se experimentar deixar o utilitário, a negociação, por pouco tempo que seja. Deixe proliferar o exemplo de uma «liberdade livre» por toda uma vida, e perceberá o que quero dizer. De imediato o pensar radicalmente se torna um assunto político.»

J. A. Bragança de Miranda, Traços - Ensaios de Crítica da cultura, Vega, colecção «Paisagens» n.º 30.

{Leitura de Manuel Medeiros}

Sem comentários:

Enviar um comentário