domingo, 18 de março de 2012

«"A OBSESSÃO DAS LIVRARIAS" E "A DIFÍCIL ARTE DA IN(ter)DEPENDÊNCIA"»

[...]

«A difícil arte da independência». Com que então, uma arte! Assim considerados artistas, que esperança os livreiros independentes podem ter de que a sua arte será devidamente apreciada por uma sociedade que tão pouca atenção lhe tem dado, mas que afinal até a reconhece?
Deveras!
Será agora que o assunto «livrarias» vai a estudo, investigação e perspectivação?
Bom!, isto por hoje…
Mas é inevitável prometer que volto.
Por obsessão ou por amor à arte?
Talvez por uma coisa e outra!


L. V., em «Chapéu e Bengala», onde o texto pode (deve) ser lido na íntegra.

Sem comentários:

Enviar um comentário