sábado, 13 de abril de 2013

Encontros Livreiros Regionais

António Alberto Alves fala sobre o I Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro, o primeiro Encontro Livreiro regional, cuja ideia nasceu no III Encontro Livreiro, em 2012.


Em Agosto de 2011 reiniciei actividade em Portugal, depois de uma ausência de 4 anos em Kiel (Alemanha) e de 5 anos como voluntário em Cantchungo (Guiné-Bissau), com a ideia de abrir uma livraria regional (temática) em Vila Real (Trás-os-Montes e Alto Douro). 

Ao tempo as notícias não eram animadoras: «Cem lojas fecham, em média, por dia devido à queda do consumo em Portugal», segundo a Confederação de Comércio e Serviços em 24 de Agosto de 2011. 

“Tu regressas a Portugal e vais abrir uma loja?! Ainda por cima numa época como esta?! Estás maluco...” afirmam os meus amigos e familiares. 

“Vais abrir uma livraria?! Estás maluquinho...” acrescentam os mesmos amigos e familiares. 

[Entretanto, quem se lembra da Trama, da 107, da Portugal, da Poesia Incompleta, da Loja de História Natural, da...] 

Nos preparativos e pesquisas para organizar e montar o projecto, procurei solicitar informação e aconselhamento nas livrarias independentes e deparei com o blogue Encontro Livreiro. Telefonei para a livraria Culsete e falei com Manuel Medeiros. Para quem conhece o Livreiro Velho, sabe que recebi uma doutrinação crua e pertinente, lúcida e sem rodriguinhos – também me remeteu para Bruno Malheiros, pela sua experiência recente de abrir uma livraria: a Capítulos Soltos, em Braga. Foi assim que nasceu a Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro... 

A 21 de Março de 2012 foi com naturalidade que viajei para Setúbal, para participar no III Encontro Livreiro, uma realização anual na livraria Culsete. Com cinco meses de actividade, foi novamente muito importante ter encontrado um ambiente informal de partilhas e aprendizagens, com diversas personagens do mundo livreiro – foi como carregar baterias de motivação. Regressei com a convicção e vontade de que seria importante realizar um encontro regional, com este modelo e metodologia. 

No início deste ano de 2013, iniciámos os preparativos e lançámos a proposta aos colegas da região. Foi assim que a 24 de Março, na livraria Traga-Mundos em Vila Real, aconteceu o I Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro

Se nem todas puderam marcar presença, ainda assim, «para além da Traga-Mundos – livros e vinhos, coisas e loisas do Douro, 5 livrarias da região – a saber, a Poética – livros, artes e eventos (Macedo de Cavaleiros), a Livraria Rosa d’Ouro (Bragança, Livraria Aguiarense (Vila Pouca de Aguiar), a Livraria Dinis (Valpaços) e a Livraria Branco (Vila Real) – responderam afirmativamente ao convite para se sentarem à mesma mesa e debaterem preocupações comuns e sinergias possíveis para uma melhor estratégia de afirmação das livrarias ditas “tradicionais”. 

Os livreiros deixaram o seu testemunho e algumas preocupações derivadas da própria conjuntura actual, mas do encontro saíram já algumas intenções de conciliação de esforços, nomeadamente ao nível da partilha de novidades editoriais de cada concelho, da cooperação na apresentação de livros de autores na região e da permuta de informação sobre eventos que cada uma realiza na sua região.» 

«No sentido de manter a continuidade do debate e de trazer cada vez mais livrarias para o mesmo, ficou já agendado para o dia 2 de Junho um novo encontro, que decorrerá, desta feita, na livraria Poética, em Macedo de Cavaleiros.» O ideal seria até ao final do ano realizarmos uma ronda de encontros, conhecendo também o recanto e ambiente de cada uma das livrarias – estreitando cooperações. A 30 de Novembro estaremos certamente em sintonia e empenhados em assinalar o Dia da Livraria e do Livreiro em rede. 


António Alberto S.F. Alves 

Sem comentários:

Enviar um comentário