sábado, 22 de junho de 2013

Vá lá! Venham apagar as 40 velas connosco!»

No próximo dia 7 de Julho a Culsete vai realizar o almoço de aniversário dos seus 40 anos. Podem inscrever-se nele (até ao dia 1 de Julho, inclusive) todos aqueles que são amigos da livraria, todos os que se sentem bem entre as suas estantes, as suas mesas e bancas de livros, todos os leitores que têm os livros no seu dia-a-dia e no seu ADN, todos os que são “filhos da leitura”. Para tal, basta inscreverem-se. Contactem a Culsete pelo e-mail Culsete@gmail.com ou pelo telefone 265526698 e peçam a ficha de inscrição. 

Vá lá! Venham apagar as 40 velas connosco!

Manuel Medeiros
Fátima Ribeiro de Medeiros

quarta-feira, 5 de junho de 2013

II Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro reforça sinergias

Reproduzimos aqui a "Nota aos Livreiros" que saiu do II Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro, felicitando os seus organizadores pelo encontro e pelas iniciativas que anunciam, reforçando aquilo que tem sido um ideia central do nosso movimento: o Encontro-Livreiro é um ponto de encontro, de debate e de reflexão das gentes do livro e ultrapassa, por isso, o espaço privilegiado da sua realização, a LIVRARIA, rumo ao país da LEITURA, sendo que esta é que deve ser o desígnio nacional agregador de quantos fazem dela e do seu desenvolvimento um dos motores fundamentais do progresso do nosso país.


«NOTA AOS LIVREIROS
Depois de um primeiro encontro decorrido em Março, em Vila Real, na Traga-Mundos - Livros e vinhos, coisas e loisas do Douro, promotora da iniciativa, aconteceu no passado dia 2 de Junho o II Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro, desta feita na Poética - Livros, arte e eventos, em Macedo de Cavaleiros.
No centro do encontro esteve o debate em torno do tema "O futuro das livrarias tradicionais: Que estratégias?", e a continuação do trabalho de reforço das sinergias entre as livrarias com o propósito de dar mais voz mas também de repensar formas alternativas e concertadas de viabilização económica deste sector numa dimensão regional.
Do encontro houve resultados práticos, que as livrarias presentes partilham, agora e por esta via, convosco, no sentido da criação de um movimento o mais abrangente possível, consistindo essencialmente, num primeiro momento, da partilha de informação e da coordenação na organização de roteiros de eventos ligados à divulgação de autores e obras. Convidamos, assim, a vossa livraria a fazer parte desta “rede”.
Na sequência de um desafio lançado pela editora Âncora, a que outras editoras poderão vir a juntar-se, durante o mês de Agosto as livrarias que optem por aderir à iniciativa estarão, também, unidas numa mostra regional de livros dedicada aos autores transmontanos e a todas as publicações relacionadas com a nossa região. Para aderirem basta que manifestem essa intenção. Durante esse mês deverão ter nas respectivas livrarias um espaço dedicado ao tema. 
Pedimos ainda que sejam encaminhadas para o e-mail traga.mundos1@gmail.com sugestões de nomes para esta rede ou movimento que agora começamos a sedimentar.
Apelamos e agradecemos a vossa participação.

Para mais informações:
António Alberto Alves (Traga-Mundos) - 935 157 323
Virgínia do Carmo (Poética) - 960039138

Mais sobre o ENCONTRO LIVREIRO nacional aqui : http://encontrolivreiro.blogspot.pt/»


Poética - Livros, arte e eventos
Rua Fonte do Paço, nº 8C 5340-268 Macedo de Cavaleiros

960039138 /  278106420 http://poetica-livros.com/Blog/ A Poética no Facebook Loja online»

domingo, 2 de junho de 2013

Carta de uma Livreira sem Livraria ao Prémio Camões 2013



Caro Mia Couto:

Votos de bem-estar e espero que esta mensagem o vá encontrar de boa saúde no seu longínquo e belo país de mar infindo.

O hábito de escrever cartas passou de moda, mas para mim que não sou propriamente uma jovem, a carta ainda é um meio de comunicar com as pessoas de que gostamos e que se encontram lá longe.

Esta semana foi-lhe conferido o Prémio Camões. O mais privilegiado prémio literário em língua portuguesa a ser concedido aos escritores que se expressam nesta nossa tão bela e mal tratada língua. Foi muito bem entregue.

Fiquei muito feliz. Uma alegria forte, bem sentida cá no fundo do meu coração. Porque gosto de si e gosto dos seus livros, que me conduzem a um mundo com os cheiros, névoas e sombras em tudo semelhantes às terras da minha juventude.

Tive a alegria e a honra de o receber por quatro vezes na minha livraria, bem distante da sua terra natal; nas Caldas da Rainha, a Loja 107.

Entretanto as coisas mudaram e muito. Tive que fechar a Livraria, porque se alterou drasticamente todo o negócio do livro. Hoje, este, não é um livro é um produto. Grandes grupos económicos, simultaneamente editores e livreiros, dominam o mercado, juntamente com os supermercados e a Fnac. Os livros publicados são muitos, tantos que até é difícil identificá-los. Quanto aos seus conteúdos abstenho-me de me pronunciar, porque não sendo crítica literária, corro o risco de ser injusta para um qualquer livro menos cinzento… Tornou-se inviável manter uma livraria nas actuais condições de mercado, num país em que a leitura está longe de ser uma prioridade. E a 107, fechou…

A vida neste país está muito difícil ; neste país que também é um bocadinho seu.

Recordo com muita saudade as suas visitas. Lembra-se das frutas exóticas que lhe foram oferecidas ao som de uma música dançada ao ritmo africano?

Ainda tem o gato bordaliano que quis que passasse a fazer parte da sua vida? Ele tem-se portado bem?

Lembra-se de ter tido a ousadia de lhe ter dito que era um homem bonito, o que o fez corar um pouco?

Sabe que vive em minha casa um gato da Danuta Wojciechowska, talvez fugido do seu livro “O Gato e o Escuro”. Acredite ou não, enquanto lambemos as nossa feridas, mantemos grandes conversas sobre o que vamos lendo e muitas vezes não estamos de acordo.

Na última vez que cá esteve, em 2008, dedicou-me um autógrafo muito especial “À Isabel com a promessa de eterno retorno”.

Lanço-lhe um desafio, que é simultaneamente um desejo: quando tornar a Portugal a apresentar um seu novo livro, venha até às Caldas da Rainha. Faça desta cidade uma terra de eterno retorno, porque cá vive uma livreira, que tem pelos seus escritores um carinho muito especial e muitas saudades...

Isabel Castanheira
Ex Loja 107, Livraria Lda. 


Cavacos das Caldas, 2 de Junho de 2013

II Encontro Livreiro de Trás-os-Montes e Alto Douro


(clicar na imagem)

HOJE, 2 DE JUNHO DE 2013, NA LIVRARIA POÉTICA, EM MACEDO DE CAVALEIROS
15h00
Recepção dos participantes   

15h30
Debate: O futuro das livrarias tradicionais: Que estratégias?

A Poética lança o desafio a todos os que queiram reflectir connosco sobre esta temática. 
Apareçam!





Bom Encontro!
ISTO NÃO FICA ASSIM!

Encontro-Livreiro